About Me

My photo

Paulo José da Costa é livreiro e ex-funcionário do Banco do Brasil.   Considera-se um garimpador da memória, procurando nos sótãos e porões as fotos antigas, postais, cartas, diários com que alimenta sua paixão que tem foco no cotidiano.  Pesquisador de história da música e do cinema, postando raridades no youtube.  Mantém enorme acervo de cds, dvds, fitas, vinil, discos de rádio, 16 polegadas, 10 polegadas, compactos e o escambau. Ex-libris, filmes antigos, gravuras, affiches, cartas, jornais antigos, albuns de família, postais, a lista é grande. Sempre procurando mais. Tem quatro blogs e desenvolve projeto de livro sobre o cotidiano paranaense através das fotos de família entre 1870/1960. Mantém arquivo de memória paranaense e catarinense.

14 September 2014

A VISITA DO ENCOURAÇADO ALEMÃO "S.M.S. KÖNIG ALBERT" A SÃO FRANCISCO E JOINVILLE, 1914

                 


                     Nos álbuns de família que adquiro ou que recebo em doação de famílias interessadas, os quais permanecem a salvo em meu acervo, existe um, de Emil Gengnagel, de Joinville, que traz verdadeiros tesouros, como este que vou levar a público nesta postagem. Trata-se da visita do encouraçado alemão S.M.S. König Albert a Joinville, pouco antes da primeira guerra mundial.  




A família Gengnagel
        
               


                             Em 1913 a O Império da Alemanha testava seus navios de guerra, na busca de uma consolidação de sua força marinha, frente às demais potências à época, principalmente Grâ Bretanha e França.   Também havia a vontade  de fortalecer as ligações com territórios de colonização germânica.  Mas a viagem pelo Atlântico visava também testar os possantes motores frente às águas do oceano. Lembremos que no ano seguinte aconteceria a deflagração da Primeira Guerra Mundial e durante a guerra o König Albert participou de batalhas mas saiu incólume ao final de conflito, sendo afundado em 1919 pelo seu próprio capitão, em Scapa Flow, junto com  toda a esquadra remanescente alemã, para não ser entregue ao inimigo. Está lá, nos fundos das águas da baía escocesa até hoje.   Porém, neste espaço nos cabe apenas mostrar as fotos da visita que essa  nave alemã fez a São Francisco e Joinville, no ano de 1914.   Uma esquadra de 3 navios bélicos alemães visitava o Brasil naquele ano, Além do S.M.S. König Albert", também o seu gêmeo "S.M.S.Kaiser" e o pequeno cruzador "Strassburg" vieram ao nosso país.    As fontes que encontrei dão as datas da viagem da pequena esquadra como saída da Alemanha em 9 de dezembro de 1913 e chegada ao Rio de Janeiro em 15 de fevereiro de 1914. De lá dirigiram-se para o sul. Conforme me passou a querida Brigitte Brandenburg, na página "Joinville de ontem" do Facebook, " o navio König Albert ancorou na ilha da Graça na baía de Babitonga, em de de maio de 2014. No dia 5 de maio parte de tripulação, perto de 300 marinheiros, visitaram Joinville, onde houve muita festa. Os marinheiros ficaram hospedados em muitos locais. Eu imagino, vendo essas fotos, o que deve ter sido essa festa !...






imagem de cartão postal do navio, que encontrei no site da marinha imperial da Alemanha www.kaiserliche-marine.de






















         Encontrei num site as seguintes observações sobre a viagem:

"A rota da Divisão naval previa a descida da costa ocidental da África. Pensava-se inicialmente chegar até à Cidade do Cabo, projeto logo abandonado devido a tensões políticas. 
Saindo da Alemanha, os navios passaram pelas Ilhas Canárias e por Serra Leoa, atingindo Lomé, no Togo alemão, no dia 29 de dezembro. Partindo dali no dia 31 de dezembro, as naves chegaram no dia 2 de janeiro à região então também alemã dos Camarões, com escalas em Victoria e Duala. Ali encontraram-se com as naves da Estação da África Ocidental, as canhoneiras SMS Panther e SMS Eber
Partindo no dia 15 de janeiro, atingiram Swakopmund no dia 21 e Lüderitzbucht no dia 22 de janeiro, portos da África Alemã do Sudoeste (Namíbia). Saindo de Lüderitzbucht, a esquadra atravessou o Atlântico passando por Santa Helena no dia 2 de fevereiro. Alcançou o Rio de Janeiro no dia 15 de fevereiro, onde permaneceu até o dia 25 de fevereiro. 
Do Brasil, as naves seguiram para o Mar del Plata. Ali permaneceram o SMS Kaiser e SMS König Albert, dirigindo-se apenas o cruzador Straßburg para Buenos Aires. Por motivo do adoecimento do seu comandante, Hubert von Rebeur Paschwitz, o comando geral foi assumido temporariamente por Adolf von Trotha. Este dirigiu o SMS Kaiser e o SMS König Albert a Montevideo, onde prestou uma visita ao presidente do Uruguai. Chegando de Buenos Aires o cruzador Straßburg, Rebeur Pasteur assumiu novamente o comando da Diivisão. As naves prosseguiram a viagem ao Estreito de Magalhães, dobrando o continente pelo sul e subindo pela costa chilena até Valparaíso, onde permaneceram de 2 a 11 de abril. 
Retornando, as naves pararam em diversos portos, entre êles Bahia Blanca, onde estiveram de 25 a 28 de abril, atingindo por fim Santos. No porto paulista, a esquadra manteve-se por vários dias, de 7 a 12 de maio, ali procedendo-se então à modificação de planos que levou à separação do Straßburg, enviado à República Dominicana. Novamente no Rio de Janeiro, as naves Kaiser eKönig Albert abandonaram a capital brasileira no dia 16 de maio, dirigindo-se às ilhas do Cabo Verde e à Madeira. Após passar por Vigo, chegaram à Alemanha no dia 17 de junho.
Bispo, A.A. "Há 100 anos: a viagem da Marinha de Guerra do Império Alemão ao Atlântico e Pacífico como marco final de uma era em anos de simpatia pelo militarismo alemão do Marechal Hermes da Fonseca (1855-1923)". Revista Brasil-Europa: Correspondência Euro-Brasileira 141/2 (2013:1).http://revista.brasil-europa.eu/141/Brasil-Alemanha-1913.html


Paulo José da Costa
compra e recebe doações de acervos de postais e fotos antigas, inclusive álbuns de família
para arquivo particular
Proteja a memória, ensine as crianças a amar as fotografias. 
41 88050624
paulodafigaro@hotmail.com
https://www.facebook.com/paulojose.dacosta


No comments:

Post a Comment

seu comentário está em análise. Em breve será postado.